Tan Tan (Letra) – ConeCrewDiretoria




LETRA
Tan Tan – ConeCrewDiretoria

This is Rio de Janeiro, shit, motherfucker!
7 por 7, 24 horas por dia
All in Gang, motherfucker

E dá meu mic e já era, garante meu copo sempre cheio
Rewind, rewind, rewind my selector, de novo
Me dá meu mic e já era
Garante meu copo sempre cheio que eu garanto encher qualquer festa
Avisa o bonde dos quebra regra
Que eu já avisei todo bonde das novinhas que não presta
Papo de boy, então pó’ parar
Posto de pó só que quando o pó tá bem pra lá
Mas meu irmão, na moral, quem sou eu pra falar
Só que se quiser usar de humilde, sim, pode colar
Não vim pra cortar nenhuma onda
Também tenho negócio com os amigo na Colombia
É o memo frete, outra onda
Ao invés de aguçar, ameniza sua insônia

Começa as 4 da manhã
Com os bud de Amsterdã
Incomodo mais que Gudang Garam
Pede whisky e dá uns puxo no Kunk Kunk
Duvido quem não fique tan tan
Começa as 4 da manhã
Com os bud de Amsterdã
Incomodo mais que Gudang Garam
Pede whisky e dá uns puxo no Kunk Kunk
Duvido quem não fique tan tan

PUBLICIDADE

Haxixe, álcool e um monte de menina
Eu me pergunto: “Braço, como no final essa vida termina?”
Já criei meu vício vivendo isso tudo
Já me perguntei: se eu sumo ou vivo sem isso tudo?
Não, eu não consigo viver sem isso tudo
Por isso que eu já imagino meu futuro com isso tudo
Mano, duas g* pra f* com a minha saúde
Uns acordam com bom dia, outros acordam com nude
Mano, tua mina é máximo respect
Mas passou dos 17 pode me manda direct (vrau)
Batzninja tá no mic (aww)
Vira bunda que eu dou like

Começa as 4 da manhã
Com os bud de Amsterdã
Incomodo mais que Gudang Garam
Pede whisky e dá uns puxo no Kunk Kunk
Duvido quem não fique tan tan

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7
Cala boca e não se mete, chegou o bonde do Cert
Trap, back and I bet some [?], as rima mec
Fa-fa-fa-fa-faca-faca, cuidado com as faca ou perde
Eu sou macaco branco dos meu mano mesmo
Tu é um leão insano quando tá rugindo dentro do teu bando, mano
Armando o frango, cês mente pra c*
Falando de acenar com arma de água no armário
Hey, ho, hip-hop hoorey
O hip-hop nunca foi tão: nanonanoninanano
Com esses flow escrto, vão tomar no
Eu não bato nesse tipo de gente (Não?)
Então é melhor tu não armar na minha frente
Demoro, falou, danço um break voador
Pow pow pow! Pula, pula filho da puta
Eu tô ileso, cês são tudo indefeso
Eu trago o peso do preço de um preso
E pensamento assim enriqueço
A minha linha de criação impeço
Pra chupar menina no colchão avesso

Começa as 4 da manhã
Com os bud de Amsterdã
Incomodo mais que Gudang Garam
Pede whisky e dá uns puxo no Kunk Kunk
Duvido quem não fique tan tan

Seus filho da puta, quem perde a conduta
Não entende o que a luta é uma parada bruta
Boquemo um da fruta, na roda com os truta
Querendo fartura pra poder fumar e não ligo pra regra, quebrei ditadura
Acabei com a censura, zuei viatura, pulei dentadura, tô longe da cura
Ninguém me segura, cheguei pra zuar
É o ritmo dos dog, muito chapa, pouco bule
Não me regule, breaking the rules
Aham, sejamos Steve Jobs
Jamais Alexandre Borges

Começa as 4 da manhã
Com os bud de Amsterdã
Incomodo mais que Gudang Garam
Pede whisky e dá uns puxo no Kunk Kunk
Duvido quem não fique tan tan

Tan Tan – ConeCrewDiretoria