Magma (Letra) – Nego Max

PUBLICIDADE



LETRA
Magma – Nego Max part Leal, Sant, LK o Marroquino e DJ Willião

Viagem louca
Portais se abrem da Dutra pra cá
SJK, verbo forte igual tiro de AK
Rasgando de dentro pra fora
Te pondo no agora
Quebrando paradigma e dogma
Sou magma do centro da Terra
Pra imensidão do cosmo
Neste lar estelar que fui
Não voltei o mesmo
Eu vim de Ares
Num relâmpago, e desci na Andrômeda
Pra ajudar alinhar e dar um jeito nessa porra
Viva ou morra, nessa zorra
Zorra, que nem mascarado
Espírito de porco, nas barca
Deixa tudo assombrado, eufórico
Química alimenta o lado diabólico
Falta de senso mata
E não é sentido metafórico, triste
Mas o mais triste é ver uns MC sem noção
Acha que é bonito pagar de bandido e vilão
Quem é o crime não explana
E como RBO diria:
“Esses daí se cai no X, disenteria e depressão”
Eu, quebrei as corrente
Pra não ir igual correnteza
Verso com clareza
Pra fartar a alma e a mesa
Graças às deusas
Ainda tem flor nesse terreiro
E pra combater maldade
Disposição aqui tá tendo
É o Vale das palavras, Vale das mensagens
Só entidade cabreira
Com nós as ideia é outra
Mentes construtivas me escolhem
Matrero é meu terreiro
Forte abraço aos verdadeiro
E pra comédia é poucas

PUBLICIDADE

Da Babilônia, saí fora
É o que eu espero, vamo do zero
Que aqui é só o começo
E uns pagam o preço com o ferro
São guerras na terra, enterram
Vidas de graça, parça, passa
Que hoje eu faço
Senão com o tempo vem só traça e os destroço
E eu traço minhas linha
Minha cota eu faço, sem ser fraco na ideinha
Eu tinha um frasco, um fósforo, um maço
Hoje entre livros e folhas
Escolhas que eu faço
Pois a vida
Numa bolha não é vivida, é um colapso
É um relapso
Olhe no espelho e veja no reflexo
Perplexo, no fluxo
Vive tudo por anexo
Mental em estado fixo
Eu deixo meu mundo complexo
Não vivo novela das nove
Onde amor se resume a sexo
Eu sei lá quem sou
No meio de tudo isso
Na prata um crucifixo, sacrifício
E já que as tais balas perdidas
Sempre acham o mesmo endereço
Sem nexo, a fé constar em um boneco de gesso

Primeiramente
Nego Max (aham)
LK (aham)
Sant

Propus um brinde a essa vida ingrata
Num jantar com rivais na mesa
(Sant)
Pandora e essa terra de surpresas
Preso a um fardo, que eu já não carrego mais
Peso de morrer estrela e nem saber qual brilho faz
É uma foda de merda, tipo aquela de ontem
Bem, se pá, ela fingiu também
Mó parada
Ai se eu tivesse careta, mandava ralar, a novinha
Valia mais a punh(…)
Minha mente treta
Entretenimento é complicado
Entre a força da música e o som forçado (pois é)
Em linha histórica, farsa sempre vendeu
Verdade frustou o amor
Vendou justiça, não eu
Sem novos amigos, nem velhos padrões
“O topo é todo sujo”
Disse o lodo dos porões
Poros abrem, tem quem troque e quem peide
Feridas separam bandidos de band-aids
Ê, ê, Iaiá, minha preta
Se eu contar, tu se pasma
Enquadrei minhas emoções, eles querem TV’s de plasma
Alma nos ismos e o sal na lesma
Na era de robôs com asma

Menosprezo, e eu por menos parceiro preso
Se eu sair ileso, senti o peso e o bagulho é locão
E se esse mundo é o cão eu sou o gato mais ligeiro
E ver os ratos do bueiro como fortes aliados
Parado penso no instante, tão perto e tão distante
Porque falar de humildade se são todos arrogantes
Muita calma, tripulante a viagem só começou
Já que eu não sou ninguém, vou valorizar quem sou
Troca de conhecimento, bonito é que vem de dentro
Não entendo de astrologia mas gosto de observar
Me esqueço um pouco daqui, me escondendo em outro lugar
Observei pra aprender se eu aprendi vou ensinar
Se não gostou, contesta e a minha fé não testa
Vai saber quem eu sou quando eu estragar a festa
Dona Nelma é pra senhora, pra Melina e pro Jorgin’
Nunca vou desapontar, espere o melhor de mim
O Feijão virou pastor, Gong começou a trampar
Enigê fazendo funk, as coisas vão melhorar
Nada foi por acaso sigo agora em outro caso
Casa, estrutura, família, conquistada a longo prazo
Castelo de areia o mar vai vim pra derrubar
E mesmo sem destino eles navegam por aí
Enquanto eu só espero essa noite terminar
Observei pra aprender se eu aprendi vou ensinar
Se não gostou, contesta e a minha fé não testa
Vai saber quem eu sou quando eu estragar a festa
Dona Nelma é pra senhora, pra Melina e pro Jorgin’
Nunca vou desapontar, espere o melhor de mim
O Feijão virou pastor, Gong começou a trampar
Enigê fazendo funk, as coisas vão melhorar
Nada foi por acaso sigo agora em outro caso
Casa, estrutura, família, conquistada a longo prazo
Castelo de areia o mar vai vim pra derrubar
E mesmo sem destino eles navegam por aí
Enquanto eu só espero essa noite terminar
O ouro não é tesouro, sem motivos pra sorrir

Magma – Nego Max part Leal, Sant, LK o Marroquino e DJ Willião